Fotos: Henrique Magro


Ao sabor da estação

Cores e aromas: é primavera na mata

    Na primavera, a Mata Atlântica ganha beleza e exuberância com a floração de ipês, paineiras-rosa, mulungus, quaresmeiras e fedegosos, entre inúmeras outras espécies. “Estou bêbado de cores de ipê”, já dizia Drummond. Inspirados nas incríveis tonalidades dessa mata, o que os gourmets da serra petropolitana criaram para tornar mais brasileira do que nunca a estação e “embebedar” os comensais com as cores e os aromas de seus incríveis pratos? Averiguamos e descobrimos deliciosas surpresas...








Arboreto
    No restaurante Arboreto, os tons da primavera serrana surgem da combinação de ingredientes coloridos e saborosos. O resultado é o Riso Coloridus, um risoto preparado com arroz arborio harmoniosamente mesclado a pedacinhos de pimentão vermelho e amarelo, abobrinha, ervilha e alho poró. A mistura é saborosíssima, muito bonita e explode em aromas.
    Inspirados em pratos e combinações que gostavam de comer, Maurício Chulam (ex-corredor de Fórmula 2 e 3) e a jornalista Elizabeth Jencarelli montaram um cardápio variado e criativo para o restaurante. Assim, surgiram receitas elaboradas, feitas com esmero pela chef Maria Aparecida Araújo: filé mignon regado ao molho de seis diferentes tipos de mostarda, acompanhado de batata rostie, ou sopa de cebola gratinada no forno à lenha. As sobremesas também merecem reverência, como o crepe de amoras ou de laranja com sorvete de creme e o petit gateâu, com calda de amora e sorvete.

Rua Major Carneiro, 400 (na altura do nº 6.460 da Estrada Bernardo Coutinho entrar à direita na Rua da Mata e virar à primeira à esquerda) – Araras
Cartões: Mastercard
Preço médio por pessoa, sem bebida: R$ 47,00
Aberto: 6a e sábado, das 13h às 2h; domingo das 13h às 21h
Reservas: (24) 2225-1181 / 2225-0885 / 2225-0819
E-mail: restaurante@arboreto.com.br
Página na internet: www.arboreto.com.br


Alcobaça
    Laura Góes comanda a Pousada da Alcobaça, uma das mais tradicionais da região. O restaurante fica em um salão claro e arejado da casa, construção em estilo normando, de 1914. Ali, das entradas às sobremesas, tudo tem cara e jeito de comida de fazenda, daquela preparada em grandes tachos, no fogão à lenha, trasbordando sabores. A Salada da Casa é uma delas. Os ingredientes, fresquíssimos e cultivados sem adubos químicos, são retirados da imensa horta da Pousada.
    Para começar, são cinco variedades de alface: lisa, crespa, mimosa, americana e roxa. Rúcula, agrião, beterraba, cenoura, tomate, radicchio e capuchinhos - flores comestíveis em tom de laranja luminoso - complementam esse conjunto pictórico. A maionese com truta defumada, ou o molho de mostarda com limão e azeite, dão sabor à salada, inegavelmente primaveril. Como prato principal, Laura sugere o pato com laranja e pirão de maçã, ou a feijoada, preparada todos os sábados. “Prestigio a comida brasileira, pois recebo muitos estrangeiros”, esclarece. Para a sobremesa, uma sugestão: o doce de coco do engenho, receita da avó da proprietária.

Rua Dr. Agostinho Goulão, 298 – Corrêas
Cartões: Mastercard, Visa e American Express
Preço médio por pessoa, sem bebida: R$ 45,00
Aberto: de domingo a domingo, para almoço e jantar, mediante reserva
Telefone: (24) 2221-1240


Nikko Sushi
    Nos anos 80, ela virou febre no Rio, sendo eleita a preferida dos “descolados”. Em 20 anos, o requinte, a delicadeza e a beleza de seus pratos encantaram de tal forma o paladar nacional que hoje a comida japonesa é encontrada até na versão por quilo. De fato, a combinação de peixes crus, algas, arroz e ovas, amparada no sabor de temperos como wasabi (raiz-forte), shoyu (molho de soja) e páprica, só para citar os ingredientes desta receita do Nikko Sushi, geram pratos lindos, coloridos e apetitosos.
    Para os que não apreciam os pratos crus dessa culinária, a cozinha de Seiji, Alan e Ronaldo Nakayama, donos do restaurante, oferece diversas opções de pratos quentes, também bastante adequados ao frescor da primavera. Soba, sopa (missoshiru), e sukiyake, um dos mais populares pratos japoneses – refogado de legumes com filé mignon, shiitake e outros ingredientes nipônicos envolvidos por um molho adocicado, à base de shoyu – são ótima pedida. Como sobremesa, a sugestão é a torta de morango com casquinha de sucrilhos e recheio de ricota com creme de leite fresco, uma das vedetes da casa.

Rua das Casuarinas, 94 – Itaipava
Cartões: Visa e Mastercard
Preço médio por pessoa, sem bebida: R$ 37,00
Aberto: às 4as, 5as e 6as, das 19h à meia-noite;
Sábado, das 13h à meia noite; domingo das 13h às 19h
Telefone: (24) 2222-3143


Zafferano
    Antonio Vitorino, chef e proprietário do Zafferano, especializou-se na cozinha italiana. De seu currículo constam seis anos no Da Bambrini, no Rio, e cinco no Da Zaldini, em Itaipava. Levando-se em conta o nome do ragazzo, e a escola culinária, nada mais natural, certo? Errado. Antonio Vitorino, conhecido como Toninho, é um cearense apaixonado pela gastronomia italiana mediterrânea. Há seis anos, fincou pé na serra de Petrópolis e conquista quem o conhece por sua simpatia e o sabor de seus pratos.
    No Zafferano, açafrão, em italiano, Toninho usa e abusa do tempero em massas, no arroz, em peixes e crustáceos, deixando o sabor acre e a cor amarelada em muitas de suas criações. Para a primavera, sugere o Spaghetti Agli Scampi – espaguete com lula, polvo, camarão, mexilhão, pitu e vôngole. Se o comensal for do tipo que reluta em ingerir esses tesouros na serra, pode ficar tranqüilo: ali os frutos do mar são fresquíssimos, uma vez que o co-proprietário da casa, Júlio César Galvão, é dono da peixaria de Corrêas, famosa pela qualidade dos pescados. Para embalar o festim das iguarias marítimas, Frascatti Superiore San Marco, reservado em uma adega climatizada. Como sobremesa, os tradicionais zabaglione (creme de gemas com amaretto e café) e tiramisu.

Estrada União e Indústria, 12.273 – Itaipava
Cartões: Visa e Mastercard
Preço médio por pessoa, sem bebida: R$ 35,00
Aberto: domingo, 2a e 5a, de 12h às 23h; 6as, sábados e feriados, de 12h ao último cliente
Telefone: (24) 2222-4148


Estações de Itaipava © Todos os direitos reservados