Renato Serra,proprietário do hotel, e uma de suas paixões, a pintura





Marcelo e Andréia com os filhos no Pedra Bonita: lazer para todas as idades



























































Fotos: Henrique Magro


Hospedagem

Onde a pedra é mais bonita

    O hotel Pedra Bonita faz jus ao nome de batismo. Suas instalações, erguidas ao pé da bela pedra que margeia a BR 040 entre Araras e Fazenda Inglesa, formam com ela um conjunto harmonioso. São 26 acomodações, entre chalés e suítes, além da área social, distribuídas em apenas 20% dos 280 mil m2 de mata bem preservada, com as águas ligeiras do Rio da Cidade como trilha sonora permanente. Mas quem pensa que o ambiente bucólico e romântico é perfeito somente para casais em lua-de-mel e exclui a meninada, Renato Serra, proprietário do Pedra Bonita, avisa: “Nosso público-alvo são as crianças”. Porém, ao contrário do que a afirmação apregoa, a vocação do hotel favorece o romantismo, uma vez que ali os pequenos têm motivo de sobra para esquecer os adultos e brincar o dia inteiro. Em função das opções para diversão e do amplo espaço, se apaixonam pelo lugar e pedem para voltar. “Eles são clientes fiéis e trazem os pais”, explica. Engenheiro, jogador de pólo aficionado pelo esporte e artista plástico talentoso, Renato Serra conferiu outra característica ao hotel. Por onde se anda, em todas as instalações, vêem-se quadros e pinturas dele, cuja temática é o pólo. “Tenho um time formado por mim e três funcionários do hotel, que vence quase todos os torneios dos quais participa”, relata orgulhoso. O nome da equipe não poderia ser outro: Pedra Bonita.
    Por conta de sua paixão por cavalos, uma das atrações do hotel são esses animais, colocados à disposição dos hóspedes para pequenos circuitos recreativos na pista hípica local. Como as crianças nunca são esquecidas, pôneis e charretes garantem alegres cavalgadas e passeios. Já um minizoo com patos, galinhas, perus, porcos, coelhos e outros pequenos animais alimentam o imaginário da meninada – a maioria urbana e pouco acostumada à vida no campo. Piscina, parquinho e brinquedoteca com recreadora complementam o entretenimento. E se a chuva ou o frio impedirem a diversão ao ar livre, uma sala de TV com várias opções de vídeos e DVDs, salão de jogos, piscina térmica, ginásio poliesportivo e quadra de squash cobertos, além de uma sala para massagem estética ou relaxante, garantirão o lazer.
    Como a hora do sono também é bem-vinda e necessária, no Pedra Bonita os hóspedes terão estímulo para bons sonhos. Todos os chalés têm ar- condicionado quente e frio, ante-sala, frigobar, banheira de hidromassagem, lareira e varanda com rede. Para as famílias com crianças, dependendo da faixa etária, as acomodações são preparadas com camas de solteiro ou mesmo berços. Para quem viaja em grupo, ou em duas famílias, existem chalés interligados. “Já as suítes possuem a mesma infra-estrutura dos chalés, menos lareira, além de acessos e varandas individuais”, explica Renato. Outro atrativo do hotel, segundo ele, é o restaurante. Amplo, todo em madeira e vidro, serve foundues, uma das opções mais pedidas no inverno, filés, batatas rosties e trutas. “A comida é saborosa, o preço muito acessível e atende tanto hóspedes quanto clientes externos”, completa.
    Para o casal Marcelo, ortopedista, e Andréia, representante comercial, o lugar integra conforto, natureza e clima. “Aqui estamos muito perto do Rio e o acesso é fácil. Meu filho, de dois anos e meio, anda de pônei, tem contato com vários outros animais e espaço para brincar. Não precisamos sair do hotel para nada”, conta ele.
    Festas temáticas e personalizadas também ocorrem com freqüência no Pedra Bonita. Além disso, o hotel dispõe de infra-estrutura para convenções com até 50 participantes. Enfim, natureza, conforto e diversão para toda a família tornam a pedra, realmente, ainda mais bonita.

Endereço: BR 040, km 69,2 no sentido Juiz de Fora – Rio, 50 metros após o Alpha Café Solúvel. Quem vem do Rio deve entrar no retorno para Araras
• Aceita cartão Visa
• O restaurante do hotel funciona de domingo a domingo, para almoço e jantar. Durante a semana, a cozinha fecha às 21 horas. Reservas para o hotel e o restaurante pelo telefone (24) 2237-4781. Fax: (24) 2231-3371
• Página na internet: www.pedrabonita.com.br • Diária para casal com café da manhã: de R$ 145 a 180. Acréscimo, por criança, de 10% a 50% do valor, dependendo da faixa etária. O hotel tem chalés próprios para pessoas com dificuldade de locomoção e idosos.


Luxo Campestre

    A serra de Petrópolis é consagrada como local de belas paisagens, história, rica gastronomia, arquitetura requintada, pousadas e hotéis para os mais variados perfis de visitantes. Em todo o município aproxima-se de uma centena o número de opções para hospedagem, somando-se os estabelecimentos do Centro Histórico e aqueles instalados nos distritos. Cada um, a seu modo, define um estilo próprio, pela localização, a qualidade das acomodações, as opções de lazer, ou a culinária. Nesse rol, o Capim Limão Hotel e Restaurante, em Itaipava, elegeu ingredientes infalíveis na conquista e fidelidade do cliente: serviço personalizado, conforto, requinte e enogastronomia. “Nosso cliente quer o melhor. Para atendê-lo, as 24 acomodações, sendo 11 chalés e 13 suítes, têm o silêncio, o conforto e a privacidade como foco absoluto”, esclarece Célio Ribeiro, advogado, administrador de empresas e diretor do hotel. Quando fala em conforto, Célio se refere ao aparato dos chalés: cama de casal king-size, roupa de cama e banho de material refinado, travesseiros de pena de ganso, lareira, DVD com 120 títulos, canal fechado de televisão, microsystem, ar-condicionado quente e frio, além de amenities com sabonetes de leite de cabra, acessórios para higiene pessoal e costura.
    A alimentação é um capítulo à parte no Capim Limão. Na cozinha, o chef Claude Lepeyre esbanja talento e reserva boas surpresas para quem se entrega ao cardápio francês com toque brasileiro. Neste inverno, o festival de foudue é o destaque, além do filé da casa e das sopas. Pratos condimentados e com molhos à base de vinho tinto também prometem esquentar as noites mais frias. Já a estrela dos almoços de sábado é a feijoada, que ganhou notoriedade quando Claude preparava a famosa Feijoada do Amaral, no Rio. “Começamos oferecendo a feijoada somente um sábado por mês. Diante do sucesso, o prato virou marca registrada de todos os sábados”, conta Célio. Tais mimos à gula e à boa mesa fizeram do restaurante um dos melhores da região. “Hoje 90% dos hóspedes não saem daqui para almoçar ou jantar”, completa.
    A adega climatizada do Capim Limão também merece respeito e reverência. São 90 rótulos e cerca de 1.200 garrafas, de todas as partes do mundo. “Nesse tema não queríamos ser mais um. Por isso convidamos Dionísio Chaves, bicampeão brasileiro de sommeliers e professor da Associação Brasileira de Sommeliers, para montar nossa carta de vinho, dar consultoria e palestras”, explica Célio. Na prática, Dionísio se incumbe de combinar os pratos preparados por Claude aos vinhos oferecidos na casa. Para valorizar a vocação do hotel, um atrativo na estação são os finais de semana voltados à enologia, quando os clientes se hospedam para ter cursos sobre vinhos.
    Outro destaque do Capim Limão é o salão para convenções de 320 m2, que atrai grupos de multinacionais e de instituições financeiras do Rio, como também empresas de Petrópolis. “O salão dispõe de equipamentos necessários para o conforto total em business”, conta Célio. O cuidado com o meio ambiente é um ponto alto do hotel. Lá são utilizados somente produtos biodegradáveis e há ainda a preocupação com o uso racional da energia elétrica e com o tratamento adequado do esgoto.
    Pela dedicação ao luxo campestre, o Capim Limão foi incluído na Associação Roteiros de Charme, da qual fazem parte apenas 36 hotéis em todo o Brasil. Os pré-requisitos exigidos para a seleção: requinte, qualidade, conforto e cuidado com a preservação ambiental. A inclusão se justifica.

Endereço: Estrada Itaipava-Teresópolis, 1.910, km 2 • O restaurante do hotel funciona de domingo a domingo, das 11h à 1h. Reservas para o hotel e o restaurante pelo telefone/fax (24) 2220-4500
• Página na internet: www.capimlimao.com.br
• Aceita todos os cartões
• Diária para solteiro/casal com café da manhã: de R$ 299,00 a 475,00. Crianças até seis anos não pagam, acima dessa idade é cobrada cama extra: R$ 160,00 • Reservas: reservas@capimlimão.com.br


Estações de Itaipava © Todos os direitos reservados