Um dos sanduíches do Guga


Armazém do Guga











Camarão com catupiry


Restaurante Pedra Bonita










A arte do Café


Arte e Café



Picanha do Guilherme




Fotos: Henrique Magro


Ao sabor da estação

Culinária irresistível

    Quem disse que em Petrópolis come-se bem? Aqui come-se muito bem. Duvida? Então confira um dos quatro restaurantes que Estações de Itaipava selecionou para esta edição. Ou melhor, não confira um, experimente todos. Seu estômago vai agradecer e pedir bis.


Armazém do Guga
    Peito de peru, rosbife, salmão defumado, cream cheese e queijo gruyère. Com ingredientes dessa categoria, parece fácil fazer um sanduíche saboroso, ainda mais se envoltos por pão ciabatta quentinho e crocante. Mas iguarias sofisticadas não garantem isoladamente o sucesso de um prato. O talento do chef em combiná-las com sensibilidade e conhecimento, esse sim, será responsável pela glória ou fracasso da receita. E talento é o que não falta a Guga Cox, em seu simpático Armazém do Guga.
    Ali, 18 variedades de sanduíches frios e 13 quentes conquistam de largada os mais diferentes paladares. As receitas, deliciosas, pois Guga sabe equilibrar os ingredientes, já alcançaram a loja de conveniência do Posto BR, na subida da serra de Petrópolis, onde é possível saborear algumas delas. Não bastasse isso, no cardápio do Armazém ainda figuram petiscos de botequim: ótimos bolinhos de bacalhau, drumet com gorgonzola e filezinho acebolado, entre outros. No almoço executivo, que custa R$ 12, costelinha de porco ao molho de mostarda, salmão na manteiga com limão e picanha no alho, só para citar alguns dos pratos, todos acompanhados de arroz, feijão, farofa e salada, são de dar água na boca.
Rua Dep. de Oliveira Lima, 30/loja 1 (antiga estrada do Catubira, ao lado da Ponte dos Arcos) - Itaipava
Aceita cartão Visa, Mastercard e Dinners
Preço médio p/ pessoa, s/ bebida: R$ 18,00 Aberto de 3ª a 6ª a partir das 13h; sáb. e dom. a partir das 11h
Tel.: (24) 2222-6155


Restaurante do Hotel Pedra Bonita
    Nem todo restaurante de hotel ou pousada consegue reunir características como ótimos preços, ambiente agradável e receitas sofisticadas em pratos bem servidos. Pois no restaurante do Hotel Pedra Bonita é possível escolher os pratos somente pelo lado esquerdo do cardápio. Lá a feijoada completa para duas pessoas, por exemplo, sai por R$ 34. Um fondue de carne, acompanhado de deliciosa batata rostie, servindo dois, custa R$ 43.
    Neste verão, o chef também capricha na iguaria mais cobiçada dos mares. O camarão com catupiry, servido com arroz crocante (com alho, castanha e batata palha), custa bem menos do que se pagaria em qualquer restaurante que o preparasse com tamanho capricho e generosidade. Na prévia do banquete, as pastas de truta defumada e de gorgonzola caem muito bem com vinho branco ou cerveja bem gelada. Na sobremesa são imperdíveis as bananas fritas com sorvete, os profiteroles e o sanduíche de sorvete.
BR 040 km 69,2 no sentido Juiz de Fora - Rio, 50 metros após o Alpha Café Solúvel. Quem vem do Rio deve entrar no retorno para Araras
Aceita cartão Visa Preço médio p/ pessoa, s/ bebida: R$ 30,00
Aberto de 5ª a dom. a partir das 13h até o último cliente Reservas pelo tel.: (24) 2237-4781


Arte e Café
    O verão no Vale das Videiras tem gosto de suflê de chocolate, brownie, profiteroles e rebanadinhas, tudo muito bem acompanhado por saborosos sorvetes caseiros, que podem ser de pistache, nozes, menta com chocolate ou de alguma fruta da estação. Gostou? Então vá até o finalzinho de Araras e continue montanha acima e abaixo (de carro, é claro), até atingir esse recanto bucólico e acolhedor da serra petropolitana. Lá você encontrará o Arte e Café.
    O restaurante fica no belo Armazém do Vale das Videiras, um pequeno "shopping" aberto, construído com toras de eucalipto, que reúne decoração, arte e gastronomia em um espaço gostoso de se visitar. O casal Thereza Mazzini e Adilson Teixeira serve, além das deliciosas sobremesas, porções de pasteizinhos (vale experimentar o de camarão), empadas e cigarretes de queijo e presunto envoltas por queijo parmesão. Como prato principal os mignonetes de filé mignon, que podem ser servidos com fritas, arroz à piamontese ou guarnição à francesa, entre outros acompanhamentos, custam cerca de R$ 15. As crianças também se deliciam com hambúrgeres, cheesebúrgeres e crepes.
Av. Almirante Paulo Martins Meira, 8.400 loja 1 - Armazém do Vale das Videiras
Não aceita cartão
Preço médio p/ pessoa, s/ bebida: R$ 20,00
Aberto 6ª e sáb., das 11h às 23; dom. das 11h às 17h
Tel.: (24) 2225-8162


Picanha do Guilherme
    A história do surgimento da casa é curiosa: Guilherme Cavoli decidiu, há oito anos, abrir uma sorveteria self-service bem sortida, em Itaipava. No dia da inauguração, fez, no local, um churrasco de picanha para os amigos. Com o talento revelado no preparo da carne, começou a servir o prato com freqüência. Em pouco tempo, a sorveteria daria lugar à famosa Picanha do Guilherme.
O sucesso se justifica: a picanha chega à mesa macia e suculenta, em uma chapa de ferro, aquecida por um braseiro. O cheirinho do churrasco é irresistível. Com a carne também vem lingüiça, farofa de alho ou de cebola, feijão tropeiro, couve à mineira e arroz, que pode ser branco, com brócoli ou açafrão. A picanha completa para dois sai por R$ 35,00. Já quem dispensa carne vermelha pode pedir o Risoto de Camarão ou o Bacalhau ao Braz, ambos também servindo duas pessoas. Os pratos saem a R$ 38,90. A Picanha do Guilherme faz um ótimo serviço de buffet para as festas de fim de ano, aniversários e casamentos, servindo do tradicional churrasco a pratos sofisticados.
Estrada União e Indústria, 10.675 - Itaipava
Aceita todos os cartões
Preço médio p/ pessoa, s/ bebida: R$ 20,00
Aberto de 3ª a dom., das 11h30 ao último cliente
Tel.: (24) 2222-4317



Estações de Itaipava © Todos os direitos reservados