Salão de entrada da Vila Bella, em Petrópolis




Área de lazer da Mundo Festa, em Itaipava, também aberta a eventos ao ar livre


Área coberta para até 250 pessoas sentadas e atrações para crianças de todas as idades na Mundo Festa






Salões da Vila Bella: estilo, beleza e conforto, a uma hora do Rio






Na Chez Cox Festas, em Corrêas, bufê sob o comando dos chefs Marjorie e Christian Cox em casa dos anos 50





Fotos: Henrique Magro

Especial

Sua festa pronta

    Já foi o tempo em que festa era sinônimo de reunião social com comida, bebida e boa música, apenas. Transformada em evento, hoje dialoga com referências das novelas de tevê, cria modismos e transforma os anfitriões, mesmo que por algumas horas, em celebridades. Casamentos em que noivos e convidados vestem perucas coloridas e calçam sandálias Havaianas, aniversários infantis com diversão também para adolescentes e adultos, e jantares com bufê assinado por chef de cozinha são alguns exemplos dessa mudança. Em Petrópolis, as casas de festas acompanham as tendências da vez, criando celebrações para todos os gostos, sob o mesmo lema: diversão, acima de tudo, sem preocupação. É chegar e curtir.

    Na Mundo Festa, em Itaipava, inaugurada em abril último, os personagens que ilustram a logomarca lúdica não anulam as demais vocações da casa: além de eventos para o público mirim, ali são realizadas festas de casamentos, aniversários, bodas e festas para grupos de empresas.
    “Na verdade, criamos uma casa para todo tipo de comemoração, com cardápios, temas e serviços variados. A idéia é que aqui a festa aconteça como o cliente imaginar”, explica Patricia Menezes. Ela, juntamente com a paulistana Cintia Bauke, decidiu investir no ramo por sentir falta desse tipo de serviço em Itaipava, ainda que muitas pessoas morem em propriedades com jardim e área de lazer. Por essa razão, o objetivo da Mundo Festa não é somente oferecer o espaço. “A idéia é que o dono da festa entre e saia como convidado e que ele e toda a sua família se divirtam. Isso faltava na região”, completa.
    Para tal fim, os cômodos da residência foram reformulados e passaram a abrigar salão de tevê, camarim, salão com lareira e mesas de sinuca, carteado e jogo de dardos, berçário e sala de jogos eletrônicos. Na ampla área externa coberta, com capacidade para 250 pessoas sentadas, foram instalados cama elástica, parede de escalada e miniparque de diversões.
    Piscina, sauna seca, churrasqueira e boate completam o rol de atrações e estimulam a realização de eventos para todas as idades, simultaneamente. “Duas cozinhas, uma delas industrial, dão vez à preparação de doces e salgados, em separado”, acrescenta Patricia.
    Como reza a cartilha desse mercado festivo, trabalho e preocupação para o anfitrião são palavras proibidas. Amparada por um estacionamento, com segurança, para mais de 200 veículos, a casa tem suporte para festas com até 400 convidados e equipe fixa de 25 pessoas, fora o pessoal do serviço de bufê, que pode ser terceirizado ou contratado na Mundo Festa.
    “Temos monitores treinados em cada cômodo, inclusive na boate, e babá no berçário durante todo o tempo da festa”, acrescenta Cintia, analista de sistemas que se apaixonou por Itaipava, para onde se mudou de mala e cuia. E não se arrepende: com a casa recém-inaugurada, ela e Patricia têm festas agendadas até para o próximo ano.
    O mesmo acontece na veterana Vila Bella, em Petrópolis. Ali, há seis anos os irmãos Carlos Henrique e Beatriz Lima abriram as portas do casarão da família, em estilo neoclássico, construído na década de 40, e descobriram um filão. A bela residência, em ótimo estado de conservação, é disputada por aqueles que procuram espaços com estilo para festas.
    “Realizamos principalmente festas de casamento, mas também bodas, aniversários, tanto de moradores de Petrópolis como do Rio de Janeiro”, conta Beatriz, jornalista especializada em moda. Segundo ela, a procura do público carioca tem aumentado nos últimos anos, principalmente em razão da violência na cidade, e também porque as casas de festas e as igrejas de Petrópolis têm custo menor e estão a uma hora do Rio.
    Se não bastassem esses atrativos na Vila Bella a propriedade está cercada por 85 mil metros quadrados de mata atlântica, e em seus jardins podem ser instalados toldos, tendas e até pista de dança. “Muita gente sonha com um casamento campestre, mas com todo o conforto”, diz ela.
    Conforto que se traduz em espaço para até 300 pessoas sentadas e estacionamento para 100 carros. Ali, quarto para os noivos e familiares se prepararem para a festa permite que se recebam maquiadores, cabeleireiros e fotógrafos. Quarto com cama de solteiro e berço são um atrativo a mais para quem quer aproveitar ao máximo os momentos festivos, mesmo com filhos pequenos.
    E se cores e padronagens ditam a moda para as noivas, o mesmo acontece na decoração dos salões. “Temos observado muito o uso da cor laranja nas mesas e nos arranjos florais, ou decoração toda em branco”, conta a estilista, que deixa por conta do cliente a escolha do bufê, som e decoração. Uma dica para os descolados: de acordo com Beatriz, muitos noivos hoje oferecem brindes para os convidados durante a festa, como perucas, echarpes, óculos escuros coloridos e sandálias Havaianas, brincadeiras que alegram a celebração.
    “Alugamos a casa, o que inclui serviço de limpeza dos banheiros e de um porteiro, e oferecemos serviço de cerimonial. Mas eu e meu irmão estamos presentes em todas as festas, para atendimento aos anfitriões, ainda que o cerimonial não seja contratado conosco. Esse é o nosso diferencial”, explica ela.
    Serviço diferenciado, adaptado às necessidades do cliente, é também o lema de Marjorie e Christian Cox, da Chez Cox Festas, em Corrêas. Chefs de cozinha, ex-proprietários do restaurante homônimo da casa de festas, o casal abre os salões e os jardins da residência em estilo anos 50 para todo tipo de celebração, com o bufê por conta de sua equipe.
    “Quando o cliente escolhe a Chez Cox Festas para um evento, ele pagará pelo bufê e somente uma taxa de manutenção da residência. Já serviços como som, iluminação e decoração são pagos à parte”, explica Marjorie.
    Bufê que, de acordo com ela, atende a qualquer pedido, na própria casa de festas ou em sítios, fazendas ou mesmo pousadas da região, oferecendo toda infra-estrutura necessária. “Realizamos no ano passado na Chez Cox uma festa junina com direito a fogueira, barraquinhas ao redor da piscina e tablado para a quadrilha instalado sobre o espelho d´água. Servimos carne seca na moranga, feijão tropeiro, além de outras comidas típicas. Foi um sucesso”, lembra ela.
    Da comida regional à francesa, Marjorie e Christian esbanjam diversidade quando o assunto é atender os pedidos. “Temos clientes que contratam nosso bufê para jantares reservados, para poucas pessoas, e solicitam os pratos que servíamos no Chez Cox, como o haddock na manteiga com amêndoas e alcaparras, ou o pato com molho Gran Marnier. Christian sugere os vinhos. Temos garçons com cursos na Associação Brasileira de Sommeliers e Barman ”, detalha a chef.
    A Chez Cox Festas, residência ampla e ajardinada com capacidade para até 300 pessoas sentadas e estacionamento para 250 carros, oferece também serviço de manobrista e segurança.

Mundo Festa
Estrada União e Indústria, 10.161 Itaipava
(24) 2222-0109
mundofesta@hotmail.com

Vila Bella
Rua Professor Stroeler, 1.276 Quarteirão Brasileiro Petrópolis (24) 2248-5179 / 2248-4120 / 2248-4030

Chez Cox Festas
R. Carvalho Júnior, 113 – Corrêas
(24) 2248-8883 / 9226-4909
www.chezcox.com.br
chezcox@compuland.com.br





Estações de Itaipava © Todos os direitos reservados