Lindos filhotes de cane corso







Akita americano


Kuvasz


e Beauceron: cães indicados para guarda e pastoreio



Fotos: Henrique Magro


Mundo animal

Guardiães belos e exóticos

    Akita americano, beauceron, cane corso e kuvasz. Originários de países como Japão, França, Itália e Hungria, esses cães compartilham beleza, rusticidade e instinto para guarda. E como não poderia deixar de ser a quase tudo que é exótico e belo, tais qualidades elevam o preço de seus filhotes, que podem custar entre R$ 1.500 e R$ 3.000.

    Nos países de origem essas raças são utilizadas, essencialmente, para pastoreio de rebanhos, para defesa e para guarda. Obedientes, porém desconfiados com estranhos, o beauceron (ou pastor de Beauce, região a sudoeste de Paris); o cane corso, de origem italiana; o akita americano, originário do japonês akita inu; e o húngaro kuvasz compartilham também outra importante característica: não são indicados para a vida em apartamentos, pois precisam de espaço para se exercitar. Considerados leais para com seus donos, são também rústicos e vigorosos, o que os torna menos sujeitos a doenças.
    Apaixonado por essas quatro raças, o carioca Marco Góes trocou a carreira de incorporador imobiliário pela de criador. Fundador do Clube Brasileiro do akita americano e da Associação Brasileira de cane corso, hoje, é proprietário do canil Gold Fields, em Itaipava. Dono de uma cadela kuvasz, campeã mundial em 2004, avaliada em US$ 30 mil, e de um akita americano adquirido por £ 25 mil, especializou-se também no adestramento de cães e na formação de adestradores.
    “Esses cães são fáceis de adestrar e eficientes guardiães do território em que são criados”, explica. Segundo Marco, na serra eles encontram ambiente propício para serem criados, pelo clima e abundância de grandes propriedades rurais.
    Em seu canil, o criador segue cuidados com a genética, a alimentação e a higiene das raças. “A cruza dos cães definirá seu temperamento e sua índole. De uma ninhada de 10, por exemplo, três têm potencial genético para guarda e quatro ou cinco podem ser moldados para esse fim. Os que considero inaptos, castro e dôo. Esses cuidados ajudam a estabilizar padrões de temperamento e de conformação e também asseguram a respeitabilidade e o perfil do canil”, esclarece Marco.
    De fato, o que define o perfil de um cão para guarda é a índole do animal e a conduta do proprietário. Na opinião da médica veterinária Hazel Grassani, da Veterinária União, “não importa se o cão é um rottweiler, um akita ou um vira-lata. A linha de sangue dele e o modo como é criado podem transformá-lo em um animal equilibrado, ou em um bobo ou um monstro”, ressalta.
    Para o engenheiro Claudio Tinoco, criador de kuvasz há quatro anos e dono do canil Vale Encantado kuvasz, em Itaipava, a raça é excelente para pastoreio e ótima para guarda, mas também amável com crianças e muito brincalhona. “Vendi um filhote para um criador de ovelhas, que ficou impressionado com a eficiência do cão para pastoreio do rebanho”, conta o criador.
    A médica veterinária Vera Cavalieri D´oro, da Veterinária de Araras, ressalta que, no caso de cães com instinto para guarda, é necessário que se tenha domínio sobre eles – sem que isso signifique bater nos animais – e que se saiba impor-lhes limites. Para ela, não se deve escolher as raças pela beleza, somente. É preciso conhecer o tipo de cão que se está comprando ou ganhando, para que não haja rejeição ao temperamento do animal.
    “O cane corso e o akita, por exemplo, exigem que se tenha muito domínio sobre eles, pois são, por natureza, menos dóceis. Além de tudo, são cães de grande porte, o que pode torná-los uma arma, se agressivos”, adverte Vera. Segundo a veterinária, independentemente da raça, é essencial as pessoas terem consciência do tipo de cão que querem criar e pesquisarem a procedência desse cão. Somente assim, e com responsabilidade, deve-se adquirir e criar um animal, principalmente os cães de guarda.

Canil Gold Fields – (24) 2222-2669
Canil Vale Encantado kuvasz – (24) 2222-4828
Veterinária União – (24) 2221-4222
Veterinária de Araras – (24) 2225-1316


Estações de Itaipava © Todos os direitos reservados