Pousada da Alcobaça















Bomtempo Raquete Resort


Fotos: Henrique Magro

Ao sabor da estação

Feijoada

Sempre que se menciona a origem desta que é, indiscutivelmente, uma das grandes preferências nacionais, os mais incautos se apressam em testemunhar que o nascimento da iguaria teve lugar nas senzalas. A tese normalmente se baseia na suposição de que os escravos procuravam enriquecer o feijão que lhes era oferecido nas refeições com as sobras da carne de porco oriundas da casa grande.
    Ledo engano. Pelo menos se levadas em conta as pesquisas realizadas em um período recente por estudiosos da cultura do país e que conduzem a direções totalmente opostas. Alguns deles defendem a teoria da existência de influências européias na criação do prato, em função de receitas portuguesas que juntavam ao feijão orelhas e pés de porco e também de especialidades francesas como o cassoulet, preparado com feijão branco e carnes diversas.
    Divergências à parte, fato é que este prato, junto com a caipirinha ou a batida de limão, acabou por tornar-se uma verdadeira instituição no país. Comumente servida pelos restaurantes aos sábados, a feijoda é também uma excelente opção de cardápio para receber os amigos em casa de forma descontraída.
    Para os que gostam de botar a mão na massa, a Estações de Itaipava selecionou uma receita básica, dimensionada para 10 pessoas. Para aqueles que não são muito chegados ao fogão, a revista apresenta duas pousadas da região – o Bomtempo Raquete Resort, em Itaipava, e a Pousada da Alcobaça, em Corrêas - onde o preto maravilha nosso de cada dia ganha sabores pra lá de especiais.


Feijoada Tradicional
Ingredientes: 1 kg Feijão, ½ kg carne seca
½ kg de costela suína salgada ou defumada
½ kg de paio
½ kg de lombo de porco salgado
½ kg de lingüiça calabresa
½ kg de rabo de porco salgado
03 pés de porco
01 cebola grande
02 dentes de alho grande
04 folhas de louro.

Preparo:
Escolha o feijão e deixe de molho por 12 horas; lave bem as carnes salgadas, corte em pedaços e deixe de molho em água por 12 horas, trocando a água pelo menos duas vezes. Leve o feijão para cozinhar em bastante água, com as folhas de louro. Em outra panela, cozinhe por 30 minutos as carnes salgadas, escorra e reserve. Quando o feijão começar a amolecer, adicione as carnes (salgadas e defumadas) e deixe ferver em fogo brando até estar tudo bem cozido. Refogue os temperos, coloque uma concha do feijão, amasse bem e deixe ferver. Junte o refogado à feijoada e deixe ferver por mais 30 minutos. Sirva bem quente acompanhado de arroz, couve refogada, farofa, torresmo e gomos de laranja.

Pousada da Alcobaça
    Na pousada de Laura Góes, a feijoada ganha um sabor especial com a utilização dos temperos (e alguns acompanhamentos) bem fresquinhos, colhidos em horta própria. Todos os sábados, a partir das 13h30, mesmo quem não está hospedado ali pode experimentar a especialidade, que vai à mesa em porções individuais, com o feijão, as carnes e os acompanhamentos servidos em travessas separadas. A cozinha do restaurante é supervisionada pela própria Dona Laura e chama a atenção por suas características peculiares. Com uma grande coifa, cepo de madeira e fogão de lenha, faz lembrar as cozinhas de castelos.
• Rua Agostinho Goulão (Estrada do Bonfim), 298 – Corrêas
• Informações e reservas: (24) 2221-1240
www.pousadadaalcobaca.com.br



Bomtempo Raquete Resort
    No restaurante Grand Slam, aberto também para não hóspedes, a feijoada é servida todos os sábados, a partir das 13h, em um sistema de bufê, que inclui ainda saladas e entradas, além de uma boa variedade de sobremesas – frutas, compotas, pavês, tortas e pudins e outras - para o grand finale. Se a bebida escolhida para acompanhar o prato for a cerveja, uma carta específica com variados tipos - inclusive as fabricadas artesanalmente na serra como a Cidade Imperial, de Petrópolis, e a Therezópolis Gold, produzida na cidade vizinha - está à disposição dos clientes.
• Estrada da Cachoeira, 400 – Itaipava
• Informações e reservas: (24) 2222-9922
www.bomtemporesort.com.br



Estações de Itaipava © Todos os direitos reservados