Marco Antônio de Alencar










Fotos: Henrique Magro

Especial

Vocação para a excelência


    Que Itaipava é um dos mais interessantes centros turísticos do país - com seus pólos gastronômicos, hoteleiros e de compras, distribuídos por todo o distrito e suas redondezas - todo mundo já sabe. Mas nem todos conhecem a disposição natural deste lugar para abrigar pontos referenciais para outras atividades, como, por exemplo, as esportivas e, mais especificamente, as eqüestres.
     É aqui que está instalado o Manège Domar - um centro de treinamento hípico idealizado para preparar cavalos de salto, com todas as condições necessárias para que estes atletas de quatro patas alcancem seu potencial máximo. A começar pelo piso da pista de treinamento – composto, além da areia, por uma substância sintetizada a partir da saliva do cupim e que confere maior estabilidade e resistência à superfície onde os animais se exercitam –, tudo foi planejado para oferecer as melhores condições de treinamento para cavalos e cavaleiros.
     O completo conjunto de obstáculos, com todas as variedades utilizadas em competições oficiais; a iluminação, que permite a prática de atividades noturnas; o picadeiro coberto, para o treino em dias de chuva; o número reduzido de baias, atualmente são 22; e, especialmente, o tratamento dispensado aos animais, complementam o conjunto de detalhes essenciais para a excelência do Domar.
     “Damos aos cavalos um tratamento realmente eficaz no sentido de fornecer toda a compensação de sais minerais, vitaminas e tudo o mais de que eles necessitam, em função de serem animais submetidos a grandes níveis de esforço”, observa Marco Antônio Barbosa de Alencar, proprietário do manège.
     As dimensões do espaço e a clientela selecionada do Domar também contribuem para que o treino dos cavalos que estão disputando provas e daqueles “por fazer”, ou seja, que estão sendo preparados para a iniciação no salto, se realize em uma infra-estrutura totalmente adequada.
     A estrutura bem montada e o êxito do empreendimento permitiram que, em 2003, fosse realizada ali, ainda em caráter experimental, uma primeira competição hípica. Nesta ocasião foram inaugurados o Troféu Perpétuo Rodolfo Figueira de Melo para a categoria amador e o Troféu Perpétuo Marcello Alencar para a aberta (profissionais). A partir de então, a prova começou a ser realizada anualmente e os primeiros colocados em cada uma das categorias passaram a ter seus nomes gravados para sempre em uma placa instalada no centro de treinamento. “A prova foi um sucesso e na segunda edição tivemos a felicidade de contar com a participação do cavaleiro Rodrigo Pessoa, que havia acabado de ganhar a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Atlanta. Aqui foi o primeiro lugar do Brasil onde ele saltou depois das olimpíadas e, para nós, este foi um acontecimento espetacular sob todos os aspectos; a partir dele, resolvemos criar um circuito”, lembra o proprietário do manège.
     Põe espetacular nisso. Hoje o Circuito Oi Serra & Mar de Hipismo é, segundo a avaliação do idealizador, o mais importante circuito hípico do país e de fundamental importância para Petrópolis: “é o evento de maior visibilidade da cidade, o único que tem transmissão ao vivo de duas horas pela TV (há três anos as finais são transmitidas pelo canal Sportv) em horário nobre”.
     No início, a competição, cujas primeira e última rodada acontecem no mês de agosto, era desenvolvida em quatro etapas, realizadas na Sociedade Hípica Brasileira, no Rio; no Hotel Portobello, em Mangaratiba; no Le Canton Swiss Mountain Resort , em Teresópolis; e a grande final - com direito a shows de grandes nomes da MPB, já se apresentaram lá Jorge Benjor e o grupo Titãs, por exemplo - no Manège Domar, em Itaipava. Nesta edição, que se desenvolve entre 2008 e 2009, uma inovação: o circuito ganhou mais uma rodada e foi iniciado em São Paulo, em agosto deste ano.
     Depois de cumprir as etapas do Rio de Janeiro (abril de 2009), Mangaratiba (maio) e Teresópolis (junho), alguns dos melhores cavaleiros do país irão se reunir em agosto do próximo ano para disputar a final no Manège Domar.


Estações de Itaipava © Todos os direitos reservados