Fotos: Henrique Magro

Mundo animal

Curiosidade, energia e agilidade


     Animal que vem a cada dia ganhando mais admiradores em todo o mundo, o furão doméstico, ou Mustela putorius furo, pode ser uma boa opção para quem procura um bichinho de estimação e não consegue se decidir por adotar um cão ou um gato. Este mamífero da família dos mustelídeos – a mesma da doninha e da lontra - tem como uma de suas principais características a personalidade que mistura traços peculiares a canídeos e felinos.
     Neste pequeno carnívoro – que não é um roedor, ao contrário do que muitos imaginam – é possível encontrar, ao mesmo tempo, o companheirismo dos cães e o espírito independente dos gatos. Também com relação aos cuidados que necessitam, os furões muito se assemelham a estas duas espécies. Assim como elas, eles precisam ser vacinados, receber alimentação adequada e estar sempre sob atenta vigilância.
     “A curiosidade e o destemor são, sem dúvida, as principais características dos furões e devemos ter sempre a maior atenção com eles. Estes animais são grandes predadores e, se os deixarmos soltos em ambientes externos, são capazes de perseguir incansavelmente insetos, pássaros e até coelhos, correndo o risco de se afastar demais e não encontrar o caminho de volta”, adverte a veterinária Débora Oliveira Moulin, da Veterinária União.
     Os furões não demandam nada diferente daquilo que os outros animais de estimação exigem . Para que possam viver de maneira confortável em casas ou apartamentos, basta que tenham algum espaço onde possam se exercitar, uma gaiola para dormir, alguns brinquedos e uma boa dose de carinho e atenção – o que inclui banhos esporádicos, visitas periódicas ao veterinário e alimentação apropriada.
     A alimentação inadequada é, por sinal, a maior causadora de problemas para a sua saúde e para que estes males sejam evitados, basta que sua dieta fique restrita exclusivamente a porções diárias de ração própria para furões e água fresca. “A ingestão de alimentos que contenham açúcar, por exemplo, pode levar a um quadro de insulinoma, que é um tipo de câncer causado por uma disfunção do pâncreas, que passa a produzir insulina em excesso – o que provoca crises de hipoglicemia e pode até levar à morte”, explica Débora.
     Hoje, além da ração balanceada (já produzida no Brasil), existe uma variada gama de produtos específicos para estes animais. Neste rol estão incluidos shampoos, coleiras, gaiolas, brinquedos, roupas e até cosméticos mais sofisticados como óleos para manter os pêlos bonitos e brilhantes. Quanto à pelagem, é possível encontrá-los em uma grande diversidade de cores. A mais comum é sable, um marrom intenso que pode variar em relação a diferentes aspectos e subdivide-se em cinco categorias: sable siamês, blaze, point, panda e mitt. Mas há também os silver (cinza), champagne (castanho claro), chocolate (marrom avermelhado), branco e albino – este último, o mais raro.
     Não existem dados concretos sobre a origem dos furões, mas sabe-se que determinado tipo era apreciado como animal de estimação no antigo Egito. O Mustela putorius furo é originário dos EUA – onde é o terceiro animal de estimação, ficando atrás apenas dos cães e gatos na preferência da população - e exportado para diversas partes do mundo, inclusive para o Brasil. “Todos os animais que vêm para cá devem, por lei, ser castrados e chipados para evitar a reprodução. Como não são nativos daqui e grandes predadores, o risco de desequilíbrio ecológico com sua reprodução na natureza seria incalculável”, avalia Débora.
     Através da Veterinária União – localizada na Estrada União e Indústria, na altura de Bonsucesso - é possível encomendar os furões, que são trazidos dos EUA por uma importadora de São Paulo. A clínica oferece ainzda produtos específicos para os bichinhos e serviços de atendimento médico, realizados pelo Dr.Francisco Villardo, veterinário parceiro da clínica e especializado em animais silvestres. De acordo com Débora, é imprescindível que o atendimento a estes animais seja realizado por especialistas. “O metabolismo dos furões é muito acelerado e eles são muito sensíveis à drogas; a administração inadequada de medicamentos pode ser fatal.”
     Além da simpatia, o furão tem outra característica que pode ser decisiva na hora da escolha por uma companhia de quatro patas: o tamanho. O comprimento destes mamíferos atinge em média 69,2cm (incluindo a cauda, que mede 15cm) e seu peso máximo registrado é de 1,58kg.

Contato:
Veterinária União
Estrada União e Indústria, 8.332 Bonsucesso - Petrópolis/RJ
Telefone: (24) 2221-4222



Estações de Itaipava © Todos os direitos reservados