A natureza invade o salão do Bistrô Tangará, localizado a mil metros de altura em uma área preservada de Araras.

Berinjela, muzarella de búfala e tomates: combinação perfeita de sabores para iniciar uma refeição a dois.

A truta, peixe tradicionalmente servido no bistrô, ganha nova roupagem e chega à mesa coberta por molho de uvas e escoltada por arroz de manga.

Crepe de frutas com calda de maracujá e sorvete: doçura e frescor para embalar o romance.




































O Castelo Real é um passaporte para uma “viagem” à Escócia da idade média.

A tilápia empanada com cubinhos de pão é supercrocante e saborosa.

O Javali à moda do Conde vem em forma de costelas defumadas; nas taças, a sutileza do purê de maçã e o frescor do pesto de hortelã.

Fruto proibido: uma mordidinha na sobremesa de maçã e o casório é iminente.


Fotos: Henrique Magro

Ao sabor da estação

Para saborear a dois

     Momentos românticos que se prezam devem ter um belo cenário e, para serem realmente plenos, outros componentes essenciais: boa comida e boa bebida. São estes três elementos, além de outras sutilezas, que oferecem os lugares que visitamos com o objetivo de sugerir restaurantes ideais para casais apaixonados. E se a coisa evoluir, que tal um casamento de conto de fadas, realizado com pompa e circunstância, em um castelo tipicamente escocês?

     O restaurante da Pousada Canto dos Tangarás se preparou para o verão introduzindo várias novidades no cardápio. A cozinha, com inspiração contemporânea e que acrescenta pitadas de sofisticação à pureza dos temperos caseiros, ganhou reforço com a chegada do chef Paulo Albernaz, que imprimiu sua marca também nos quitutes do desjejum.
     É dele a deliciosa invenção do Romeu & Julieta, pequeno fondue de queijo curado com goiabada cremosa e requeijão, que chega à mesa gratinado e acompanhado por pães feitos na casa. Ideal para iniciar um dia com muito romance. O lirismo, por sinal, é o que melhor define o restaurante.
     O Bistrô Tangará, instalado em uma área de proteção ambiental, a mil metros de altitude, é cercado por todos os lados por uma imensa área verde e seus jardins são adornados por diversificadas espécies - orquídeas, hortências, bromélias, bouganvilles e outras. Durante o dia, os comensais podem apreciar uma impressionante vista para as montanhas. À noite, o clima que predomina no salão, na varanda e no lounge é intimista, como convém a um bom namoro.
     As inovações introduzidas no cardápio por Albernaz – que costuma freqüentar com suas panelas os festivais gastronômicos da região – começam pelos antepastos. O delicado rolê de berinjela com  muzzarela de búfala é servido com torradas e tomates temperados com ervas que viajam sem escalas da horta orgânica da pousada para a cozinha do restaurante. Novas receitas elaboradas com peixes de água doce, antigos freqüentadores do menu, adicionam mais sabor às peças de resistência.
     A truta com molho de uvas e arroz de manga é um dos pratos que passou a fazer parte desta categoria. Entretanto, alguns dos antigos carros-chefe elaborados com estes ingredientes continuam por lá. “Mantivemos a já conhecida truta em crosta de gergelim com molho funghi e também o risoto de carne seca e alho poró com abóbora caramelada. A diferença é que estes pratos foram enriquecidos com o toque pessoal do chef, que transforma o sabor em algo realmente diferente”, declara Anette Rotband, proprietária do bistrô.
     Outras especialidades da casa são as carnes, os risotos, as sopas, os fondues e as pizzas assadas em forno à lenha. Para adoçar ainda mais o romance e conferir à refeição um traço de frescor, tão bem-vindo ao verão serrano, o crepe de frutas com calda de maracujá e sorvete (sobremesa também incorporada recentemente ao cardápio) é a pedida ideal.
     O tangará é uma espécie de pássaro que ocorre com muita freqüência na serra de Araras. Uma de suas características marcantes é a dança realizada pelo macho para cortejar a fêmea que atrai sua atenção na época do acasalamento. Reza a lenda local que a cada vez que um tangará dança o amor aflora em toda a região. O lugar e seus habitantes fornecem a inspiração. Aos casais, basta saber aproveitá-la e fazer das refeições um momento prá lá de especial.

Bistrô Tangará
Estrada das Perobas, s/n – Araras (a 2,5 Km do centro)
(24) 2225-2131
www.cantodostagaras.com




    Inaugurado há cerca de seis meses, o Castelo Real é um daqueles restaurantes que fornecem alimento não só para o corpo. Logo na chegada à praça que abriga a construção – um castelo no mais puro estilo escocês – dá para começar a nutrir fantasias. O bem cuidado jardim, a fonte instalada no centro do terreno e a queda d’água natural convidam a uma viagem imaginária pela Europa medieval.
     O restaurante fica a 900 metros de altitude, com uma vista espetacular para as montanhas, e faz parte da área destinada ao lazer do empreendimento imobiliário Terras Altas, em Barra Mansa, localidade integrante do distrito de Pedro do Rio. Além de uma localização privilegiada, e de uma decoração fiel ao estilo – com revestimento de pedras em algumas paredes, armas, brasões e mesmo uma armadura em tamanho natural - a casa conta com um trunfo na cozinha.
     As refeições preparadas ali têm também um toque de nobreza. Quem assina o cardápio e presta consultoria ao restaurante é Alessandro Vieira, chef mais (e muito) conhecido por estes feudos como Barão, que soube aproveitar bem o clima que paira no lugar para a elaboração dos pratos. Quando ele não está por lá, o comando da cozinha fica a cargo do não menos talentoso Alexandre Oliveira.
     As carnes exóticas e as de caça são as estrelas da casa e brilham não só nos pratos principais. Também nas entradas (que incluem patê de fois e mini-linguiças de avestruz) e nos sanduíches (entre as duas opções disponíveis está a baguete com presunto feito a partir da carne da ave) elas fazem bonito.
     Pratos feitos com esta carne, uma marca registrada do Barão, estão ainda entre as peças de resistência, assim como os pratos preparados com filé, tilápia e massa. As crianças não foram esquecidas; para elas: cubos de filé de frango grelhados, com salada, arroz e batata frita.
     Mas para quem quiser mergulhar fundo na fantasia, a melhor opção é o Javali à moda do Conde. Mesmo com toda a sutileza do prato – as costelas defumadas vêm banhadas com molho de vinho e acompanhadas por batatas palito cozidas e montadas em forma de fogueira e purê de maçãs - dá até para imaginar Obelix, o mais fofo entre os glutões dos gibis, atracado com ele.
     No campo dos antepastos, outra pedida irresistível é a salada de ervas aromáticas com tilápia crocante (empanada com cubos de pão), ao molho de caramelo balsâmico. A sobremesa sugerida pelo chef traz o fruto proibido como centro das atenções. Sob as maçãs carameladas, uma delicada torta folheada; por cima, sorvete de creme e calda de chocolate. Doce como as palavras que os pombinhos vão trocar entre as colheradas.
     Este pode, inclusive, ser o momento perfeito para fazer o pedido - partindo de qualquer parte do casal, sem preconceitos – e combinar o enlace no próprio local, que está disponível para casamentos, festas, confraternizações e eventos de diferentes naturezas. Basta marcar a data e deixar todos os outros detalhes por conta da equipe do Castelo Real. Vocês têm coisa muito melhor para fazer...

Castelo Real
Estrada União e Indústria, 26.000 – Pedro do Rio
(24) 2223-3623
www.terrasaltas.net

Voltar Próxima matéria


Estações de Itaipava © Todos os direitos reservados