A tripulação do Panzer III (tanque médio alemão; 1938-1945) em pausa entre batalhas, prepara um ganso capturado em alguma granja. Entre a riqueza de detalhes, uma pequena luz vermelha, acionada por bateria, sob o caldeirão produz a nítida impressão de uma chama acesa




O modelo do veículo alemão KFZ61 é equipado com estação de rádio de comunicação de campo com grande alcance e dotado de sistema de reparos e manutenção. Foi utilizado de 1939 a 1941, quando saiu de uso

Recostado no veículo militar de transporte pessoal, marca KFZ15 Horch alemão de 1940, o motorista absorto aguarda o oficial em reunião. (Rússia- 1943)

Nesta cena insólita, durante a ocupação da França, o soldado comum da infantaria alemã encosta sua bicicleta em área rural para satisfazer sua necessidade fisiológica

Tanque Leopard,especificação1A1,fabricação alemã da década de 70, em serviço no exército do Brasil. Atualmente, vem sendo substituído pelo Leopard 1A5,um modelo mais moderno. Esta réplica exata na escala 1/35 reproduz o Goitacazes, do 3º Regimento de Carros de Combate, situado em Deodoro, no Rio Grande do Sul

As figuras em chumbo e resina representam soldados da idade média. O menor, em escala 1/32, guerreiro francês do século XIV; o maior, em 1/16, soldado inglês do mesmo período

Saulo e uma de suas peças prediletas: o famoso canhão antiaéreo FLAK88, de fabricação alemã, da 2ª Guerra Mundial, muito usado contra blindados. No museu militar Conde de Linhares, no Rio de Janeiro, encontra-se um exemplar


A Casa de Santos Dumont (em escala 1/40),é uma réplica exata – em acetato, cartolina, massa e madeira - que retrata, inclusive com iluminação em led, todo o interior. Não faltam detalhes como retratos, móveis, troféus, telefone, etc. No exterior, está também a escada de acesso ao observatório onde o inventor gostava de ficar à noite


A coleção de prêmios do modelista inclui os troféus: APRJ IPMS RIO - Águia americana de melhor modelo temática USA, em 2010; melhor modelo categoria especial por “A Encantada” - Casa de Santos Dumont na 1ª exposição e concurso de plastimodelismo do Museu Aero Espacial no mesmo ano; e melhor modelo temática “Itália” da APRJ IPMS RIO2011 pelo Tanque FIAT, primeiro carro de combate do exército italiano


Fotos: Henrique Magro

Hobby

Perfeição em miniatura



     Cenas inspiradas em fotos da 2ª Guerra Mundial e reproduções de veículos militares são parte de um pequeno tesouro escondido em um apartamento no bairro do Itamaraty, em Petrópolis. É ali onde mora e mantém seu ateliê o ourives responsável pela produção dessas diminutas e impressionantes jóias do modelismo em escala, o aposentado Saulo Pereira Magro.
     Dono de uma simpatia ímpar, comparável apenas ao tamanho de seu talento, Saulo foi obrigado a se desfazer de grande parte das peças ao se mudar para a atual residência, com bem menos espaço que a anterior. Mesmo assim, os modelos reunidos ali impressionam. Não apenas pela quantidade, hoje são cerca de 50 peças que guarda na coleção, mas, principalmente pela qualidade e riqueza de detalhes.
     Produzidas com os mais diversos tipos de materiais – “o que estiver à mão, a gente usa”, observa o artista – as miniaturas reproduzem com a máxima fidelidade veículos e cenas de soldados em momentos de ação ou descanso. “Os kits vem em partes, que são destacadas, lixadas, coladas e pintadas nas cores padrão da época. A técnica de pintura é ‘sombra-luz’, para tridimensionar e destacar o desgaste, a sujeira e a poeira pelo uso em ação, assim como para dar maior realismo aos veículos e figurar o ambiente”, explica o modelista.
     Fotos estampadas em revistas importadas especializadas em temas militares são o ponto de partida para a recriação de jipes, tanques e cenários. Nestas publicações Saulo buscou, por exemplo, a inspiração para um modelo em que soldados alemães preparam um pato para sua refeição e para um momento de extrema descontração em que um militar da mesma nacionalidade alivia a bexiga em um cenário rural.
     A fidelidade às cenas reproduzidas – ou imaginadas, como a do pipi fortuito – é tão grande que muitos veículos têm iluminação própria ou mecanismos acionados por controle remoto como o que faz jorrar água do corpo do soldado que se alivia. “Esta é uma das peças que faz mais sucesso em exposições, especialmente entre as crianças”, diz o aposentado, que, também com uma alegria quase pueril, se diverte com sua criação.
     Além de veículos e cenas com o tema militar, ele também já produziu em escala a famosa Casa de Santos Dumont, localizada no Centro Histórico de Petrópolis. O modelo inclui todos os detalhes da residência do eminente inventor, inclusive os da parte interna. Ali o artista reproduziu até os móveis e as fotos penduradas nas paredes da casa. Pequenos guerreiros medievais também integram o acervo de Saulo – que também produz peças sob encomenda e realiza trabalhos de restauro de modelos – cujo talento acabou por transforma-lo também em um colecionador de prêmios.
Saulo Pereira Magro:
Tel. Cel. (24) 8842-1537 (à noite)


Voltar Próxima matéria


Estações de Itaipava © Todos os direitos reservados