O Movimento Vital Expressivo não requer habilidades ou condicionamento físico específicos; é uma forma de autodescobrimento, através da canalização de energias, por meio de movimentos

O método estimula todos os órgãos vitais e ainda a liberação dos chakras do corpo

Movimentos expansivos e ainda os que remetem à introspecção são embalados por ritmos musicais alternados durante as aulas

Alguns equipamentos são também utilizados nas práticas de aquecimento e alongamento adotadas no início de cada sessão

A instrutora Isabella Sauer (de calça estampada) sugere movimentos vigorosos de dança, que proporcionam ainda emagrecimento e tonificação muscular


Fotos: Henrique Magro

Saúde & bem-estar

Expressão em movimento



     Acaba de chegar a Itaipava o Movimento Vital Expressivo, atividade que se utiliza da vitali­dade da aeróbica, da expressividade da dança e da concentração da yoga para proporcionar o desenvolvimento global de seus praticantes. Na prática, em sessões de 50 a 60 minutos, são realizados exer­cícios de alongamento, respiração, vocalização, movimento e expressão, objetivando a revita­lização do corpo.
     Os benefícios – de acordo com a instrutora Isabella Signorelli Sauer, psicóloga com formação também em Gestalt-Terapia, Psicodrama e Arteterapia – são a flexibilidade e a tonificação corporal, além do aumento da criatividade e da motivação para o desenvolvimento das tarefas cotidianas. “O objetivo do trabalho é a busca pe­lo equilíbrio, através de movimentos que tragam plasticidade para o corpo e facilitem as atividades do dia a dia, sempre com o respeito aos limites individuais”, observa.
     O resgate dos movimentos naturais do corpo também está no rol de ganhos gerados pelos exercícios. Após o momento inicial da aula, em que o foco é voltado para o aquecimento e a ab­sorção de energia da terra, através do contato consciente dos pés com o solo, há a troca de energia entre o instrutor e os participantes, que, em roda, realizam movimentos vigorosos de dança. “No início desta etapa, os movimentos são baseados na imitação daqueles propostos pelo instrutor; em seguida, a movimentação livre, em que, geralmente em duplas, outros movimentos são explorados e construídos”, explica Isabella.
     Além da integração dos participantes, a música tem também papel fundamental na atividade. Seus estímulos contribuem para a liberação dos chakras – segundo a filosofia iogue, canais internos do corpo humano por onde circula a energia vital que nutre órgãos e sistemas – que permitem a entrega a diferentes estados emocionais, como introspecção ou extroversão, e a disposição dos participantes em dar e receber as energias que cir­culam no ambiente durante as sessões.
     A atividade é realizada em grupos quase sempre heterogêneos e a principal característica dos movimentos é que não exigem níveis específicos de condicionamento físico ou de habilidade para a dança: “é uma pratica totalmente voltada para a descoberta das possibilidades individuais de canalização de energias para a movimentação do corpo, gerando mais saúde para ele”, frisa a instrutora. Como benefícios extras: emagrecimento, aumento da vitalidade, flexibilidade e tonificação muscular e ainda relaxamento mental.
     O método faz parte do Sistema Río Abierto, também conhecido como Yoga das Américas, criado em 1966 pela psicóloga argentina María Adela Palcos e tem como eixo principal o “Trabalho Sobre Si” – descrito por sua criadora como “um processo de autoconhecimento realizado por meio da observação de si mesmo, da conexão com o próprio ser, o seu eixo, a sua luz e o mundo à sua volta”. Atualmente, o Río Abierto é praticado em espaços espalhados por 12 países da Europa e das Américas, através de várias dinâmicas, como meditação, massagem, teatro e outras. No Brasil já está presente em Brasília, São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro e Petrópolis, onde a instrutora Isabella Sauer ministra aulas de Movimento Vital Expressivo para hóspedes do SPA Posse do Corpo, na Posse, e ainda no estúdio Núcleo do Corpo, em Itaipava.
     Por enquanto, as sessões em Itaipava são realizadas apenas às sextas-feiras, das 16h às 17h, para um grupo ainda em formação (o espaço disponível no estúdio tem capacidade máxima para oito pessoas), mas a instrutora pretende buscar parcerias para implantar um projeto de realização da atividade em um espaço público.

Isabella Signorelli Sauer:
(24) 2225-0316 / (21) 9681-5260
isasauer@gmail.com
www.rioabertorio.com.br

Núcleo do Corpo:
Estrada União e Indústria, 12.235/sala 02
Shopping Boa Vista – Itaipava


Voltar Início


Estações de Itaipava © Todos os direitos reservados