Os vinhos são o elemento de destaque na decoração do Don Bistrô, que mantém apenas algumas garrafas em exposição no salão, mas dispõe de mais de 700 rótulos

Para celebrar a primavera, nada como uma salada fresquinha que inclui flores comestíveis. A Salada Don Bistrô reúne mix de folhas, tomates cereja, lascas de mussarela de búfala, brotos, azeitonas e flores do campo (capuchinho e amor-perfeito)


O Peixe do Dia (posta de salmão grelhado com molho de limão siciliano e redução de vinho, escoltado por spaghetti de legumes) representa bem a assinatura de Diogo na cozinha


Obra de arte comestível: Trifle de Morango (creme de mascarpone aromatizado com baunilha em favas e morangos flambados)









Novinho em folha, o restaurante da Cervejaria Bohemia reabriu em meados de 2016 depois de passar por reformas que ampliaram sua capacidade e, ao mesmo tempo, tornaram o ambiente mais acolhedor

O balcão é uma atração à parte e permite uma experiência cervejeira completa

Linguiça na Caá-Yari: o petisco consiste na linguiça de pernil feita na redução da cerveja que batiza o prato e encontra sua melhor forma se acompanhado pela própria ou ainda com a Bohemia Jabutipa

O Schnitzel (filé mignon aberto e empanado) com Salada de Batatas é outra especialidade da casa; a harmonização sugerida é entre o suave sabor do empanado e as características levemente caramelizadas da Bohemia Imperial

Para o clássico americano Cheesecake de Frutas Vermelhas o casamento perfeito é proporcionado pelo contraste entre o sabor torrado da Bohemia Oito e Um e das frutas vermelhas da cobertura




Fotos: Henrique Magro

Ao sabor da estação

Taça ou tulipa?

Escolher a bebida certa para acompanhar uma refeição não é um dom comum a todos, mas, felizmente, existem especialistas na área sempre dispostos a dar uma mãozinha neste quesito. Aqui na Serra, amantes de vinho e de cerveja são afortunados por poder contar com diferentes restaurantes em que, além da boa comida, as duas bebidas ganham merecido destaque nos cardápios, com um plus: indicações de especialistas para que a harmonia reine a cada garfada. Entre as casas que privilegiam esse importante aspecto estão o Don Bistrô, em Itaipava, e o Restaurante da Cervejaria Bohemia, no Centro.

Don Bistrô
     Embora conte com uma carta de vinhos enxuta, o bistrô oferece a seus clientes cerca de 700 rótulos, a preço de prateleira. Toda essa variedade é garantida pela proximidade e parceria com a distribuidora Adega Don Bistrô, localizada logo ao lado do restaurante, na Vila Luiz Salvador, que conta com sommelier exclusivo.
     A cozinha da casa, dedicada à gastronomia francesa, com destaque também para especialidades italianas, é comandada pelo jovem chef autodidata Diogo Djow, que, aos 26 anos, já teve passagens por vários restaurantes da cidade. No Don Bistrô, onde encontra total liberdade para criar, Diogo, que tem a culinária mediterrânea como assinatura, apresenta sugestões quinzenais (com três cursos) e ainda atende a pedidos especiais dos clientes.
     No cardápio fixo, atualizado periodicamente, figuram entradas como o Carpaccio de Picanha Defumada (com rúcula, parmesão e alcaparras) e Creme ou Sopa do Dia; entre as peças de resistência, Duo de Medalhões (com batata rostie) e Risoto de Camarão (com limão siciliano); para finalizar (sem culpa, por favor!), delícias como o Sanduiche de Sorvete (casquinha de waffle, sorvete de creme, calda de chocolate e castanha) e o Pudim de Laranja.
     No ambiente romântico do restaurante, que recebe iluminação especial à noite, acontecem, sempre às sextas-feiras, apresentações de música ao vivo, com repertório suave executado por diferentes músicos da região. Além do salão principal, lounge e varanda completam as agradáveis e confortáveis instalações. Outros grandes atributos são o serviço impecável prestado pela simpática equipe e mesas destinadas aos clientes que não se separam de seus pets nem na hora de apreciar boa comida e bons vinhos.

Don Bistrô:
Estrada União e Indústria, 10.588 – Vila Luiz Salvador – Itaipava
(24) 2222.6293







Cervejaria Bohemia
     Inaugurado em 2014 nas instalações da mais antiga fábrica de cervejas do Brasil, onde funciona também o Museu da Cerveja, o restaurante montou seu cardápio de modo a celebrar a bebida em suas mais diferentes formas. Todos os pratos ofertados vêm acompanhados pela sugestão do tipo mais indicado para a harmonização dos sabores e muitos deles incluem a bebida em sua composição. A inspiração gastronômica veio de um mix entre as culturas alemã, portuguesa e brasileira, com os pratos elaborados a partir da consultoria do chef Renato Quintino e as indicações das cervejas especiais produzidas ali para o acompanhamento de cada um deles fornecidas pelo sommelier Thiago Taboada.
     Para todas as entradas, principais e até sobremesas há recomendações certeiras: o Salmão Curado aos Três Cítricos (curado nos sucos de limão, laranja e lima da Pérsia, acompanhado por pão preto rústico, mostarda cervejeira wit, sour cream e wassabi cream) pede a Bohemia Bela Rosa ou a Bohemia 838 Pale Ale; a Truta da Serra (truta fresca grelhada, com manteiga de sálvia e amêndoas, escoltada por purê de abóbora), Bohemia Aura Lager; a Torta de Chocolate, Bohemia Oito e Um. E a interação dos sabores é explicada detalhadamente no menu, que funciona quase como uma apostila sobre o tema.
     Outras experiências compensadoras podem ser vivenciadas na casa. Entre as atrações do restaurante – que passou por reforma recente para ampliar suas instalações e poder receber grandes grupos que visitam o museu, além de abrigar eventos corporativos –, o bar é irresistível para os apreciadores da bebida. É dali que saem variados tipos de cerveja em forma de chope, fabricados a 300 metros do local e que só podem ser degustados no complexo. Quem entende um pouquinho do riscado sabe que pular as etapas de transporte e de armazenamento por longos períodos faz toda a diferença na qualidade final do produto.

Cervejaria Bohemia:
Rua Alfredo Pachá, 166 - Centro
(24) 2020-9050
www.bohemia.com.br



Voltar Próxima matéria


Estações de Itaipava © Todos os direitos reservados