O ambiente rústico e acolhedor do salão do Empório, instalado na antiga cocheira da propriedade, é totalmente cercado pelo verde; e, embora esteja localizado em condomínio residencial, o restaurante é aberto também ao público externo

A salada que leva o nome da casa é preparada com mix de folhas, vinagrete de morangos e gergelim, fios de Parma, roquefort, nozes e melão, e servida em cestinha de parmesão


Novidade recém-incluída no cardápio, o Duo de Medalhões chega à mesa acompanhado por dois molhos (poivre e gorgonzola) e nhoque de baroa


Uma das estrelas do cardápio é o fondue; a especialidade é apresentada nas versões chocolate (ideal para a sobremesa nos dias frios), queijo e carne



































A decoração do novo Cocotte segue o estilo mediterrâneo praticado por Lola na cozinha e favorece o clima intimista da casa

A sopa de tomate com molho gruyère é uma das sugestões de entradas
Foto: Paulo Santos

Entre os principais, um dos mais pedidos na casa é o Mignon ao molho Cocotte (à base de vinho do Porto, levemente adocicado), escoltado por legumes “du marché” (legumes frescos do dia)
Foto: Paulo Santos

Longe do lugar-comum: os profiteroles da chef são cobertos por calda de tangerina
Foto: Paulo Santos





























O ambiente que abriga as noites de gastronomia e viola já é, por si só, responsável pela atmosfera bucólica dos eventos


A Conchinha de folhas com corações de tomate cereja é uma das entradas que costuma frequentar o cardápio e – ao contrário dos pratos principais e sobremesas, que ficam à disposição em sistema de buffet – chega à mesa empratada

Uma das especialidades mais concorridas do Rancho, a paleta de javaporco é servida com acompanhamentos diversos; entre eles, a farofa de banana e ervilhas torradas com wassabi

Outra opção de acompanhamento que pode estar no cardápio do dia é a batata doce ao murro com sal grosso e alecrim

O Milanesa de goiabada é empanado com castanhas de caju, recheado de queijo Catupiry e servido quente, acompanhado por sorvete de creme; por suas características especiais de preparação, a sobremesa é servida apenas em eventos com número reduzido de pessoas




Fotos: Henrique Magro

Ao sabor da estação

Empoderadas!

Lugar de mulher é onde ela quiser. E, para a nossa alegria, Cristina Fernandes, Manoela Rabin e Rita Moulin, três competentes representantes do sexo que de frágil só tem a paciência para baboseiras machistas, elegeram a cozinha como sede de seu ofício. Cada uma com seu estilo, mas com algumas características comuns nas casas que comandam, elas derrubam em definitivo o velho clichê que por tempos tentou impor uma suposta supremacia dos homens nas cozinhas profissionais.

Empório Quinta do Lago
     Felizmente, nem todos os empresários do ramo pensam assim. Para capitanear a cozinha de seu novo empreendimento, inaugurado em Araras, no final de 2015, os sócios Marcelo Gil e Bruno Hahn, proprietários dos já consagrados restaurantes de Itaipava Chateaux de Montagnes e Don Bistrô, convocaram a chef Cristina Fernandes. Na casa instalada no condomínio Quinta do Lago, e aberta ao público em geral, ela pratica uma culinária em que se sobressaem as massas e os risotos, mas sem deixar de lado outras especialidades consagradas da cozinha internacional.
     Na seção dedicada aos risotos, merece destaque a criação que leva seu nome, o Risoto de Rabada da Cris (preparado com a especialidade tipicamente brasileira e agrião); mas também estão ali representados outros sabores: cogumelos, abóbora e cordeiro. Entre as massas, Tortelli de Camarão (ao molho basílico) e Fettucine ao molho Funghi. As carnes incluem Confit de Faraona (com risoto de laranja), Peixe do Dia (ao molho Champanhe e ninho de legumes) e Tornedor à moda da chef (com aligot ao molho madeira, com passas, castanhas e bacon).
     O cardápio é bem enxuto, mas há ainda boa variedade de entradas e porções e a casa apresenta novidades periodicamente, buscando sempre atender às sugestões dos clientes. O Menu Empório – com entrada, duas opções de principais e sobremesa – é oferecido a preço fixo e diferenciado aos fins de semana; e o evento Quinta na quinta, com festival de culinária temática e também valores fixos, acontece nas noites de quinta-feira.
     Eventualmente, a casa sedia ainda almoços harmonizados com a presença de produtores de vinhos convidados e a boa seleção de vinhos (com preços de prateleira) da adega é mais um atrativo.
     Quem ainda não conhece a casa – e a comida da Cris, chef com larga experiência nas cozinhas italiana e mediterrânea, passagens por importantes restaurantes da região e bagagem acumulada junto a chefs renomados como Danio Braga e Felipe Bronze – pode aproveitar o inverno para começar a incursão pelos fondues, outra especialidade do Empório que merece relevo.
     Em porções para duas pessoas e possibilidade de porções extras para os acompanhamentos, são oferecidas as versões Queijo Tradicional (com mini legumes e baguete), Carne (cozida em consommé e acompanhada por batata rostie e molhos variados) e Chocolate (com frutas da estação). Um belo começo para ser conquistado pela cozinha de Cristina Fernandes e quem sabe até entrar para o grupo dos que tem suas sugestões atendidas.

Empório Quinta do Lago:
Rodovia BR-040, Km 66 – Araras – Condomínio Quinta do Lago
(24) 2225.5003
facebook.com/emporioquintadolago





Cocotte Bistro
     A gastronomia elegante praticada por Manoela Rabin mudou de endereço em março de 2016. Depois de quatro anos instalado em Santa Mônica, onde Lola, como também é conhecida a chef, inaugurou a carreira como empresária do segmento de restaurantes, o bistrô reabriu em um endereço mais central de Itaipava, na União e Indústria.
     Na nova casa, que ostenta também na decoração elaborada por Patrícia Aquino o estilo mediterrâneo proposto pela chef, o clima intimista permanece o mesmo e, como já acontecia no antigo endereço, é evidenciado pelo piano de Luiz De Simone. Além das contribuições da mãe e do marido na ambientação, Lola faz questão de citar a “participação afetiva” de terceiros na realização do empreendimento: “clientes que viraram grandes amigos também tiveram papel fundamental na realização desse sonho.”
     O cardápio não sofreu grandes mudanças, assim como o sistema que, como nos primórdios do bistrô, ainda consiste de três entradas, três principais e três sobremesas, com alterações realizadas quinzenalmente. O que não se modificou (e nem pode, por favor!) foi a excelência dos pratos, confeccionados com técnica francesa e inspirações das mais diversas.
     Alguns exemplos de dar água na boca que podem constar no menu do dia são o Ravióli de Boursin com Figo, Frutos do Mar Thai (apimentados e acompanhados por arroz basmati aromatizado com capim limão e chips de baroa), Filé com Molho Bourguignon (com batatas recheadas) e ainda opções para vegetarianos. Para a sobremesa, podem ser incluídos o Profiterole ou Riz au lait (arroz doce cremoso ao estilo francês) e outras delícias.
     Embora esteja há pouco tempo no novo endereço, os projetos para a inclusão de novidades no bistrô são muitos e incluem programação cultural variada, com exposições de arte; lojinha com produtos feitos na casa, como molhos e biscoitos; e abertura de um café em um espaço anexo à cozinha e ainda não aproveitado. A chef estuda ainda a possibilidade de ampliar o horário de funcionamento (atualmente a casa só funciona a partir das noites de sexta) para demonstrar as técnicas – que aprendeu em diferentes regiões da frança e aprimorou ao longo dos últimos anos – também às quintas-feiras no jantar.

Cocotte Bistro:
Estrada União e Indústria, 13.984 (na esquina da Rua das Casuarinas) – Itaipava
(24) 2222.3334
facebook.com/Cocotte-Bistro
cocottebistro@gmail.com






Rancho Paiol
     Quem também aposta no binômio “gastronomia & música” é o casal Rita Moulin e Daniel Monnerat. A combinação dos talentos de ambos resultou na realização de eventos organizados esporadicamente no sítio em Areal para celebrar a boa mesa, ao som do violão 12 cordas. Uma vez por mês, sempre nas noites de sábado e de acordo com a disponibilidade das agendas profissionais da arquiteta e do músico, o espaço transforma-se no Rancho PAIOL – Temperos e Viola, uma espécie de restaurante informal, com a adoção do sistema “apenas com reserva, preço fixo para entrada, principal e sobremesa (com os pratos previamente estabelecidos) e bebidas à parte”.
     Em um ambiente acolhedor – com direito a fogão à lenha, palco para as apresentações musicais, iluminação especial e decoração assinada por Rita, responsável também pela elaboração e confecção dos pratos –, os eventos se desenvolvem em um clima bucólico e familiar. O aspecto fica mais evidenciado ainda pelo mix de louças, utensílios e acessórios artesanais garimpados pelo Brasil afora ou herdados de parentes e amigos do casal. Isso sem falar na fogueira e nas tochas, acesas, invariavelmente, nas noites sem chuva.
     O estilo culinário é o eclético. Com a mesma desenvoltura, a chef autodidata prepara iguarias tão distintas quanto o Javaporco assado no rolete (recheado com farofa, acompanhado de arroz de carreteiro, creme de milho verde e banana caramelada com cachaça) e o Ajiaco (sopa tipicamente colombiana, confeccionada com diversos tipos de batata, milho e especiarias, em base de caldo de frango e servida com fatias de abacate). O prato já integrou a seleção do evento Noite de caldos, que será repetido em 30 de julho deste ano.
     Em seu repertório constam ainda especialidades francesas, como o Cassoulet; asiáticas, entre elas a Costela Tailandesa; e brasileiríssimas, a exemplo da Linguiça de Maracaju (com carne de picanha), que aprendeu a fazer em um workshop no Pantanal. As sobremesas de destaque são a torta alemã e os doces e compotas caseiros servidos com queijo curado. O cardápio musical de Daniel inclui canções de Almir Sater, Renato Teixeira e Zé Ramalho, entre outros, além de composições próprias.
     A capacidade do Rancho é para 50 pessoas – divididas em mesas de dez, oito, seis e quatro lugares – e os eventos são divulgados pelo Facebook; o espaço abriga também comemorações particulares, para um mínimo de 30 pessoas. O casal planeja agora a construção de chalés na propriedade; em breve, um incentivo a mais para os apreciadores do estilo de vida despreocupado da “roça” curtirem o lugar.

Rancho PAIOL – Temperos e Viola:
Rua Octavio Valadas Quintela, 3.031 – Areal
(24) 2257.3031 | 99979.2540 (WhatsApp)
facebook.com/Rancho-PAIOL
ranchopaioltemperoseviola@gmail.com



Voltar Próxima matéria


Estações de Itaipava © Todos os direitos reservados