A montagem da estrutura, ou esqueleto, é o primeiro passo do processo de construção que gera uma economia considerável de tempo

Seja qual for o tamanho ou estilo do projeto, a empresa se encarrega de todas as etapas da construção. A casa de 390m2, localizada em Itaipava, cuja estrutura se vê na foto anterior, foi erguida em sete meses



Para esta residência em Vitória (ES), com 220m2, foram necessários apenas três meses de obras



Entre março e agosto de 2001, a casa de 200m2 foi construí­da no bairro Centenário, em Petrópolis



Projetos premiados pelo aspecto sustentabilidade – co­mo a residência de Vitória (ES), com 220m2, concluída en­­tre junho e outubro de 2009 – também integram o portfólio da Artcons



Com 18 metros de comprimento por 12 de altura, o pórtico de entrada do condomínio Villaggio D’Italia, em Domingos Martins (ES), consumiu somente 45 dias de trabalho na construção



Fotos: divulgação




Negócios nas alturas

Não é feitiçaria, é tecnologia!



     Uma obra rápida, limpa e, sobretudo, com impacto mínimo para o meio ambiente. Parece uma daquelas promessas pouco verossímeis feitas por responsáveis pela realização de projetos para conquistar o cliente no momento de fechar o contrato de trabalho. Felizmente, esta possibilidade é concreta e vinculada ao conceito de construção seca com estruturas metálicas.
     As edificações com utilização de perfis leves metálicos (steel frame) podem ser realizadas em todos os tipos de projetos arquitetônicos – residencial, comercial, industrial, hospitalar, escolar, entre outros – de até quatro andares. A tecnologia desenvolvida na Nova Zelândia consiste na utilização de softwares exclusivos e de última geração para a fabricação precisa dos perfis, sem restrições de desenho e com dimensionamento de forma personalizada.
     “O sistema permite grande facilidade para a montagem da estrutura e maior agilidade para a execução da obra. Em comparação a construções convencionais, o ganho é bastante significativo: levamos, em média, um terço do tempo para entregar o projeto pronto. Outra grande vantagem é a ausência de geração de resíduos, todo o material que sai daqui é empregado na construção. Em um processo convencional, 40% dos recursos são destinados a materiais e o restante à mão de obra; neste sistema, 70% são aplicados em materiais”, assegura Giovani Weber, sócio da Artcons – em­presa especializada na fabricação de estruturas metálicas e execução de projetos com pro­cessos de construção seca.
     Estabelecida em Petrópolis há 18 anos – e com obras realizadas em todo o estado do Rio, além de São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais, Porto Alegre e até fora do país –, a Art­cons lança mão de outros componentes para garantir o aspecto ecologicamente correto das construções. Entre os elementos que utiliza visando ao baixo impacto ambiental estão: lã de PET e impermeabilizante spray de poliuretano, para isolamento térmico e acústico; placas Ecoboard e lâminas de PVC, para revestimento externo; e telha asfáltica americana, para coberturas.
     Outras vantagens são a facilidade para instalações de automação residencial, a exemplo do sistema para aspiração central (coletor de poeira e lixo através de dutos embutidos nas paredes que levam a uma central externa); durabilidade, com processo industrial que reduz patologias e manutenções; segurança, atestada por rigoroso controle de qualidade para a garantia estrutural; resistência a ventos fortes e abalos sísmicos; integração com outros sistemas construtivos; e maior capacidade de isolamento térmico e acústico.
     Todos os componentes são utilizados de forma personalizada para garantir a eficiência necessária a cada projeto, sem deixar de lado a característica fundamental de baixo impacto ambiental. “A capacidade de isolamento térmico, por exemplo, é adequada tanto para regiões muito quentes ou muito frias. As paredes são como sanduíches, recheados com materiais em diferentes densidades, aplicáveis a qualquer das duas situações. Além da lã de PET, também inserimos nas paredes, de forma exclusiva no Brasil, um poliuretano especial produzido com óleo de mamona e com alto grau de impermeabilidade e efeito térmico”.
     A tecnologia de fabricação das estruturas metálicas da Artcons também é exclusiva e única na América Latina. O processo é totalmente computadorizado, com sistema eletrônico de corte dos perfis. Os montadores não usam trenas ou instrumentos de corte; as peças saem da máquina numeradas e com todos os encaixes prontos, sem perdas ou erros. Todos os painéis são feitos com a máxima precisão e este é um dos aspectos que garante agilidade e limpeza para a obra.


Na era dos Jetsons

Uma das novidades trazidas ao mercado pela empresa é o Sistema de aspiração central Art­cons. Prático e eficiente, o sistema de limpeza – que faz lembrar os equipamentos domésticos futuristas de “The Jetsons”, desenho animado produzido pela Hanna-Barbera na década de 1960 sobre uma família do final do século XXI – consiste na substituição dos aspiradores convencionais por uma central de aspiração localizada na parte externa da residência. A aspiração é feita a partir das tomadas ou pás de rodapé, que estão interligados à central por uma rede de tubos instalados nas paredes ou tetos. 
     Para acionar a central de aspiração, basta introduzir a mangueira na tomada. No caso da pá, o acionamento é realizado com o pé. As tomadas de aspiração, semelhantes às do sistema elétrico, ficam localizadas em pontos estratégicos dos ambientes. A sujeira, poeira, ácaros, fungos e bactérias, são conduzidos até a central de aspiração através da rede de tubulação e depositados no reservatório da central. Depois de passar pelo sistema de filtragem da central, o ar aspirado é conduzido para o exterior através de tubulação de PVC 50mm. 
     Além da retirada de toda a sujeira, não há o risco de retorno de impurezas ao ambiente aspirado, como acontece quando se utiliza um aspirador convencional. O sistema é também eficaz na redução da contaminação de sistemas de ar condicionado, proporcionando ambientes mais limpos e saudáveis. 


Artcons:
(24) 2231.7545 | 98802.3973
www.artcons.com.br


Voltar Próxima matéria


Estações de Itaipava © Todos os direitos reservados