Os videomakers Mario de Aratanha e Jeanne Duarte formam a dupla afinada que domina o jogo em todas as posições


O ambiente versátil e funcional da casa-es­túdio permite inúmeras composições de cenários para as produções

Todos os espaços, incluindo o balcão da cozinha, são aproveitados para a utilização dos equipamentos
Foto: Jeanne Duarte

Para a produção do DVD do violonista Guinga e do clarinetista Paulo Sérgio Santos a varanda foi um dos cenários privilegiados
Foto: Fernando de Aratanha


O cantor e compositor Lenine (acompanhado por Guinga na foto) é outra estrela da MPB que frequenta a Cineviola
Foto: Fernando de Aratanha

Com uma vista dessas, quem resiste?
Foto: Fernando de Aratanha


Fotos: Henrique Magro

Especial

Cineviola

A equação do casamento perfeito

     Quem não quer uma casa no campo? E se nessa casa os moradores pudessem desenvolver o trabalho que amam, cercados de amigos, discos, livros e muito mais? O melhor dos mundos. Foi esta a fórmula encontrada pelo casal de jornalistas e videomakers Jeanne Duarte e Mario de Aratanha, que há dez anos saiu do Rio de Janeiro para montar em Araras uma casa-estúdio, sede da Cineviola Filmes e Comunicação, onde produz e dirige produtos audiovisuais, além de desenvolver conteúdo para todos os tipos de mídia e prestar consultoria completa nos segmentos de marketing e direcionamento de carreiras.
     Muito mais do que servir como um espaço que abriga o escritório do casal, a casa, com todas as suas áreas internas e externas, é a própria locação das produções ali realizadas. Para possibilitar uma maior praticidade na transformação dos ambientes em cenários para vídeos, mais frequentemente, e fotos, eventualmente, a decoração, assim como a disposição do mobiliário, foi minuciosamente planejada.
     Painéis com cortinas que fazem as vezes de fundo infinito ou controlam a luminosidade que vem de fora e encobrem determinadas partes da sala de estar quando necessário, um trilho para filmadoras disposto no balcão que separa a sala da cozinha, tripés de vários tipos e tamanhos e muitos outros elementos imprescindíveis ao estúdio convivem em harmonia com objetos pessoais sem atrapalhar a rotina doméstica. Tudo é muito funcional. “Aqui a maioria dos móveis tem rodinhas e quando vamos ocupar a sala para as produções, não gastamos mais do que dez minutos para liberar o espaço”, diz Jeanne.
     A parafernália cinematográfica está por toda a parte, mas de forma nenhuma elimina o clima aconchegante que convém a um lar. Essa atmosfera, inclusive, é o que faz toda a diferença nos produtos finais. Entre eles, um videoclipe de Elisa Queirós, cantora, compositora, integrante do premiado quarteto de samba Arranco de Varsóvia, para o lançamento de CD solo; um vídeo institucional para o joalheiro Márcio Sodré, que produz anéis e outras peças com mecanismos de movimento; o DVD de Guinga e Paulo Sérgio Santos, lançado pela Biscoito Fino; e também o da cantora argentina Cecilia Stanzione, que marcou a estreia da acolhedora cozinha da casa como cenário. “Nesta produção, fizemos uma iluminação especial com 70 velas acesas e um foco de luz azul pelo lado de fora para dar a impressão da luz do luar e ficou lindo”, anima-se Mario.
     Também a varanda, com vista para a Pedra da Maria Comprida e parte da área ambiental protegida de Araras, é bastante aproveitada nos vídeos e fotos da Cineviola. Para os trabalhos mais completos de assessoria de marketing ou criação de conteúdo, que exigem imersão por um dia inteiro ou mais, Jeanne e Mario chegam a se transformar de prestadores de serviço a anfitriões, recebendo os clientes como hóspedes. O casal também costuma abrigar equipes de outras produtoras que utilizam a infraestrutura da casa-estúdio.
     As produções próprias são realizadas em conjunto pelos dois, que se dividem na direção, filmagem, iluminação, edição e outras tarefas, de acordo com a afinidade de cada um com os produtos. “Jogamos em todas as posições, entregando o pacote completo; desde a confecção à veiculação dos vídeos”, explica Mario. A química perfeita não é apenas entre a casa e o estúdio. Todos os trabalhos realizados pela empresa, que atua nos mais diversos campos da comunicação, são muito bem alicerçados pelo expertise de ambos em diferentes áreas da cultura, especialmente no teatro e na música.
     Jeanne é pioneira em estratégias de comunicação e marketing desenvolvidas para empresas da Internet brasileira. Ela iniciou a carreira na web trabalhando no primeiro comércio eletrônico do Brasil, a livraria virtual Booknet, hoje Submarino. Embora seja designer de formação, é, por opção, produtora de conteúdo e estudiosa das tendências de comunicação do futuro. Seu currículo inclui a estratégia de comunicação de mais de 300 discos; mais de 1000 espetáculos musicais (nacionais e internacionais) e o lançamento de mais de 200 peças teatrais, além de exposições de artes.
     Fundador e diretor da mais antiga gravadora independente do país, a Kuarup Música, que manteve por 32 anos, Mario é um colecionador de premiações, com dois Grammys recebidos – um pelo álbum Semente Caipira, primeiro de Pena Branca após a morte de Xavantinho, e outro pelo Quarteto de cordas, de Piazzola – e mais 20 diferentes prêmios conquistados no Brasil e no exterior. Como produtor, dedicou-se à música e aos músicos brasileiros do mais alto nível, além de acumular uma bagagem de mais de 200 discos e DVDs que levam sua assinatura na direção e edição. Como artista-fotógrafo, frequentou a histórica Turma da Gravura da Urca, foi editor responsável da revista Malasartes e já expôs no MAM e no Salão Nacional de Arte Moderna, além de realizar duas individuais e várias coletivas.
     As paredes da casa-estúdio ostentam várias fotos de autoria de Mario, integrante de uma família que reúne vários fotógrafos premiados, e as estantes abrigam uma boa coleção de livros e discos, além de, claro, ocuparem posição de destaque os dois Grammys e uma réplica do Oscar.

Cineviola Filmes e Comunicação:
(24) 2225.8227 | 99988.9150
www.cineviola.com.br.



Voltar Próxima matéria


Estações de Itaipava © Todos os direitos reservados